Início Sociedade Quem passou baixas aos agentes do Famalicão-Sporting? Urgências não podem, autodeclarações estão vedadas

Quem passou baixas aos agentes do Famalicão-Sporting? Urgências não podem, autodeclarações estão vedadas

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar assinala que só a partir de março é que as urgências hospitalares podem emitir baixas e diz ter informação de que as chefias das forças de segurança não aceitam as autodeclarações que podem ser requeridas na aplicação SNS24.

Dois dias depois da não realização do Famalicão-Sporting para a Primeira Liga por falta de policiamento, ainda não se sabe quem passou baixas médicas à maioria dos polícias que estavam destacados para o jogo. Dos 15 agentes que iriam garantir o policiamento, 13 não compareceram e alegaram questões de saúde que obrigaram a apresentar baixa e a adiar o jogo, que ainda não foi remarcado.

Os próprios sindicatos avançam versões diferentes sobre o que se passou com os agentes e o Ministério da Administração Interna não revela que tipo de justificação entregaram, mas no caso de ter sido invocada baixa médica e de esta ter sido passada no hospital de Famalicão, o presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) aponta que essa é uma possibilidade que já está prevista na lei, mas que ainda não entrou em vigor.

Leia mais em TSF

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!