Seis em cada dez portugueses estão a viver pior do que em 2021 - Plataforma Media

Seis em cada dez portugueses estão a viver pior do que em 2021

Ainda não se tinha fechado a porta da pandemia quando a janela da guerra se abriu e dissipou qualquer réstia de otimismo face ao futuro. A confiança dos consumidores europeus tem caído a pique desde fevereiro e a fé na capacidade dos líderes para controlarem a escalada de preços é cada vez menor. Em Portugal, acredita-se mesmo que a inflação se vá prolongar por tempo indeterminado, agravando o facto de já seis em cada dez portugueses estarem pior financeiramente do que no ano passado, segundo o European Consumer Payment Report 2022, promovido pela Intrum, que inquiriu nesta edição mais de 24 mil cidadãos de 24 países da Europa.

O cenário de instabilidade económica e de incerteza geopolítica está a fazer com que os consumidores se sintam “ainda mais inseguros do que durante os dias mais sombrios do confinamento”, dá conta o relatório. Luís Salvaterra, diretor-geral da empresa de serviços de gestão de crédito, explica ao Dinheiro Vivo que a questão transcendeu a condição financeira e que as pessoas estão mentalmente afetadas: “A inflação pesa no rendimento diário das famílias, levando a uma perda de poder de compra e a uma quebra no nível de vida.”

A “ansiedade da fatura” é real, com cada vez mais consumidores a sentirem preocupação relativamente às contas, já que não sabem se pagarão mais a cada mês. Inclusive, mais de 70% dos portugueses entrevistados consideram que as suas despesas fixas estão a evoluir mais rápido do que a sua remuneração. O valor compara com 51% em 2021, traduzindo uma subida de 22% no espaço de um ano, justificada, em parte, pelo facto de as empresas não estarem a realizar aumentos salariais em equilíbrio com a inflação, que em outubro chegou quase aos 11%, nota o mesmo responsável.

Leia mais em Diário de Notícias

Related posts
PortugalSociedade

Poder de compra das famílias portuguesas cai em 2021 para 75,1% da média europeia

EconomiaPortugal

Poder de compra dos portugueses está pior do que há dez anos

Economia

Estudo revela que um quarto dos inquiridos perdeu rendimentos no início da pandemia

Assine nossa Newsletter