Início » “Excesso de capacidade” da China em energia limpa é uma pseudo-proposição, diz colunista da Bloomberg

“Excesso de capacidade” da China em energia limpa é uma pseudo-proposição, diz colunista da Bloomberg

A preocupação do Ocidente com o "excesso de capacidade" da China em energia limpa é uma afirmação falsa, segundo um colunista da Bloomberg.

Atualmente, o grande problema para a tecnologia limpa é principalmente o facto de muitos países estarem preocupados com o que consideram como excesso de capacidade chinesa, afirmou o colunista da Bloomberg, David Fickling, num artigo de opinião no sábado.

O rápido crescimento do setor eólico na China tem levado o Ocidente a queixar-se de que a ambição chinesa está a baixar os preços e a deixar pouco espaço para que outros países desenvolvam os seus próprios setores de tecnologia limpa.

“Este protecionismo é errado do ponto de vista económico e apenas servirá para atrasar a transição energética”, disse Fickling no artigo intitulado “A China está a impulsionar a revolução da energia eólica”.

Apenas na China, a cadeia de abastecimento é suficiente para manter o crescimento da energia eólica sem obstáculos, afirmou o colunista, explicando que a China domina a cadeia de abastecimento da energia eólica, mas em grande parte porque também domina a procura.

“Isto desmente a paranoia sobre as ambições de tecnologia limpa da China observada nas últimas semanas”, escreveu ele. Na medida em que há motivos para esperança em relação à transição energética neste momento, isso deve-se em grande parte à disponibilidade de produtos chineses baratos e limpos.

A promoção da quarta revolução industrial para reconectar os sistemas de energia do mundo exige um apoio governamental acolhedor, seja na China, nos Estados Unidos ou na Europa, em vez de iniciar uma batalha comercial destrutiva.

“Se as ferramentas para evitar o aquecimento global estão a ser construídas numa escala que esta tarefa exige, não se trata de excesso de capacidade. É apenas o nível básico de capacidade que o mundo precisa”, disse Fickling.

Plataforma com Xinhua

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!