Polícia do Brasil lança combate a esquema de venda ilegal de agrotóxicos chineses

Polícia do Brasil lança combate a esquema de venda ilegal de agrotóxicos chineses

A Polícia Federal (PF) brasileira desencadeou na quarta-feira a Operação Negócio da China II para combater o comércio e uso de agrotóxicos importados ilegalmente da China e posteriormente falsificados no Brasil

Os polícias deram cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão, sendo três em Juazeiro, no estado da Bahia, nove em Petrolina, em Pernambuco, e dois em Jaboticabal, no estado de São Paulo.

As investigações iniciaram-se em 2015, quando a PF identificou um grupo criminoso que promovia o contrabando de agrotóxicos de origem chinesa na forma líquida por intermédio de navios usados para a exportação de mangas.

O grupo investigado era formado por pessoas ligadas ao comércio de produtos de fruticultura.

“Apurou-se que, após serem contrabandeados, esses agroquímicos eram misturados artesanalmente com defensivos agrícolas de origem brasileira e, em seguida, reembalados com embalagens nacionais reaproveitadas, tudo isso com o fim de conferir aparência de licitude ao comércio dos produtos”, indicou a PF em comunicado.

A comprovarem-se as suspeitas, “os investigados responderão por contrabando e dois outros crimes ambientais, cujas penas, se somadas, podem chegar a 13 anos de prisão”, acrescentou a corporação.

Assine nossa Newsletter