Chineses do CHINT Group entre finalistas à privatização da Efacec

Chineses do CHINT Group entre finalistas à privatização da Efacec

Os chineses do CHINT Group Corporation estão entre os cinco candidatos à compra da maioria do capital da Efacec, o principal produtor português de componentes energéticos.

Das cinco ofertas vinculativas para a próxima fase da privatização da companhia, três são empresas estrangeiras e duas portuguesas, indicaram as autoridades.

CHINT Group Corporation, DST, Iberdrola, Elsewedy e Sing – Global Investments foram as empresas que passaram à fase seguinte do processo de privatização, anunciou o ministro da Economia.

Fundada em 1984, a CHINT é um fornecedor global de eletricidade inteligente, energia verde, controlo e automação industrial, soluções domésticas inteligentes e incubadora, formando uma cadeia industrial integrada de “produção, armazenamento, transmissão, subestação, distribuição, vendas e consumo de energia”.

Está ativa em mais de 140 países e regiões, com mais de 30.000 empregados e vendas anuais de mais de 11,4 mil milhões de dólares.

A CHINT tem estado no ranking das 500 maiores empresas da China durante 18 anos consecutivos.

As empresas do pilar CHINT incluem equipamento fotovoltaico, armazenamento de energia, transmissão e distribuição de energia, aparelhos de baixa tensão, terminais inteligentes, desenvolvimento de software e automação de controlo.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
AngolaEconomia

Isabel dos Santos tenta travar nacionalização da Efacec

ChinaMacau

CESL Asia quer Efacec para somar valor, ganhar China e restante mercado asiático

Isabel dos Santos defende sucesso da Efacec

Assine nossa Newsletter