Lição importante, cena fascinante - Plataforma Media

Lição importante, cena fascinante

A primeira reunião do primeiro dia de discussões estratégicas entre a China e os EUA em Anchorage foi emitida em direto. A emissão do encontro forneceu uma lição importante e uma cena fascinante para todos os interessados em diplomacia e relações sino-americanas.

A diplomacia é por natureza um trabalho profissional e técnico, não um cálculo político com base apenas no interesse próprio. A sua essência está na negociação e interação entre dois países, não apenas num jogo de palavras. Devido ao comportamento inapropriado do lado norte-americano, o mundo exterior pode agora finalmente compreender o conteúdo da primeira reunião entre os representantes da China e dos EUA.

Analisando apenas o conteúdo da reunião, existe uma clara ignorância na perceção do representante americano sobre as relações sino-americanas e a perceção dos EUA sobre as necessidades destas relações. Por outras palavras, o lado americano vê a relação entre os dois países como um jogo de palavras, repete a posição numa série de questões relacionadas com a política interna americana, as visões do Partido Democrata, e valores e posições ideológicas específicas. Acreditam que estes pontos são suficientes para uma boa relação diplomática com a China.

Porém, após 2016, com a Administração de Trump e o impacto da pandemia, juntamente com a fraca resposta ao vírus, os EUA ficaram numa posição inferior de negociação com a China. Este é o consenso entre vários aliados americanos e foi a primeira vez que um representante chinês expressou abertamente esta realidade num ambiente criado pelos EUA.

A estratégia do representante americano de mandar os jornalistas sair depois das palavras de abertura, propositadamente prolongadas, é baseada numa compreensão e avaliação incorreta da China, talvez porque os EUA sempre aceitaram cegamente informação chinesa partilhada por estrangeiros com ligações à China. Estas fontes levam a erros claros na visão do país, tendências que foram influenciadas no passado pela posição de superioridade e poder americano sobre outros países.

No entanto, depois da reunião em Anchorage, graças à intervenção dos media e às redes sociais altamente globais, todos podemos agora olhar para a situação com uma perspetiva mais abrangente. Assim sendo, o conteúdo inapropriado da posição adotada pelo lado norte-americano recebeu imensas críticas, incluindo até detalhes como traduções incorretas. Em contraste, o lado chinês demonstrou claridade, calma e preparação prévia, com respostas razoáveis, positivas e comedidas.

A reação chinesa representa não só uma verdadeira troca diplomática, como também uma lição para que os EUA compreendam verdadeiramente a situação atual da China.

*Editor Senior do Plataforma

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Opinião

Vacinação traz a essência humana ao de cima

Opinião

Espírito chinês

Opinião

A bondade chinesa além dos benefícios da exportação de vacinas

Opinião

O possível retorno do terrorismo

Assine nossa Newsletter