Estados da UE acordam sanções contra a China por crise dos uigures - Plataforma Media

Estados da UE acordam sanções contra a China por crise dos uigures

Os Estados-membros da União Europeia concordaram em sancionar a China pelas violações dos direitos humanos cometidas contra a minoria muçulmana uigur em Xinjiang, informaram fontes diplomáticas europeias nesta quarta-feira.

Quatro pessoas e uma entidade serão incluídas na lista de sanções da UE por violações dos direitos humanos, se a decisão for aprovada por unanimidade na reunião de chanceleres da União Europeia na próxima segunda-feira, em Bruxelas. 

O embaixador chinês na UE, Zhang Ming, alertou Bruxelas sobre o risco de “confronto” com Pequim se sanções forem adotadas para denunciar violações dos direitos dos uigures em Xinjiang.

Os Estados-membros concordaram com um novo conjunto de sanções pelas violações dos direitos humanos que será submetido aos ministros na próxima segunda-feira. 

Trata-se de um total de onze pessoas e quatro entidades de seis países, incluindo a China.

Os outros países-alvo são Rússia, Coreia do Norte, Líbia, Eritreia e Sudão do Sul, segundo fontes diplomáticas europeias.

A UE também quer punir os militares que tomaram o poder em Mianmar e que praticam uma repressão violenta.

Related posts
ChinaReligião

China “preparada” para receber representante da ONU para Direitos Humanos em Xinjiang

ChinaEconomia

Rei do ketchup japonês suspende importação de tomate oriundo de Xinjiang

EconomiaSociedade

Defender uigures ou vender na China, o dilema da indústria têxtil ocidental

ChinaPolítica

Embaixador chinês em Roma convida deputados italianos a visitarem Xinjiang

Assine nossa Newsletter