Falta pensamento crítico em política para jovens, acusa a Associação Novo Macau - Plataforma Media

Falta pensamento crítico em política para jovens, acusa a Associação Novo Macau

A Associação Novo Macau pede ao Governo para reintroduzir o pensamento crítico como uma das linhas mestras da política de juventude (2021-2030). O documento sobre o plano para os próximos dez anos está em consulta pública até amanhã e motivou reparos de Sulu Sou.

Segundo o vice-presidente da Novo Macau, a versão em língua chinesa do plano para a próxima década não faz qualquer referência ao pensamento crítico nas escolas. Em vez de “pensamento crítico”, a expressão agora utilizada é na tradução de Sulu Sou o equivalente a “pensamento ponderado”.

Já as versões em língua portuguesa e inglesa do documento em consulta mantêm a expressão ‘pensamento crítico’, mas em vez de ser um dos valores fundamentais para o ensino não superior para os próximos dez anos, o pensamento crítico é agora reduzido a uma das medidas do plano que vai estar em vigor até 2030.

Leia mais em TDM – Rádio Macau.

Artigos relacionados
MacauPolítica

Chumbado recurso que visava associações beneficiantes de subsídios altos a revelar contas

ChinaMacau

Sulu Sou defende suspensão do intercâmbio de professores do Interior da China

MacauPolítica

Sulu Sou quer mais dados de empresas de capitais públicos

MacauSociedade

Sulu Sou quer esclarecimentos sobre caso World Press Photo

Assine nossa Newsletter