FMI prevê que China será a única grande economia a crescer este ano

FMI prevê que China será a única grande economia a crescer este ano

A China vai ser a única grande economia do mundo a crescer em 2020, um ano marcado pela pandemia da covid-19, estimou hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI) no relatório Global Economic Outlook. O FMI estimou que a economia chinesa cresça 1,9%, este ano, e 8,2%, em 2021.

Trata-se de uma subida em nove décimas das projeções de crescimento para este ano, destacando a “rápida recuperação” da economia chinesa, no segundo trimestre. A projeção para 2021 manteve-se inalterada.

As perspectivas para a China “são muito melhores” do que para as restantes economias emergentes, acrescentou a agência. “A actividade normalizou-se mais depressa do que o esperado, depois de quase todo o país ter reaberto em abril”, ressaltou.

“O segundo trimestre registou uma surpresa positiva, graças ao forte apoio do Estado e à resistência das exportações”, acrescentou.

Leia mais em Hoje Macau.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Cabo VerdeEconomia

Pandemia trava recapitalização do banco central de Cabo Verde

EconomiaMoçambique

FMI discute novo programa de financiamento a Moçambique

AngolaEconomia

FMI diz que Angola não recupera da pandemia até 2024

EconomiaMundo

FMI prevê que todas as economias lusófonas africanas voltam a crescer em 2021

Assine nossa Newsletter