Jogador de futebol é suspenso por seis jogos nos EUA por insultos homofóbicos

Jogador de futebol é suspenso por seis jogos nos EUA por insultos homofóbicos

Um jogador do Phoenix Rising, que participa da United Soccer League Championship (USL), uma das ligas de futebol dos Estados Unidos, foi suspenso nesta terça-feira por proferir insultos homofóbicos em uma partida, incidente que causou o abandono de campo do time rival, comandado pelo ex-jogador da seleção americana Landon Donovan.

O meia jamaicano Junior Flemmings ficará afastado por seis jogos por proferir “linguagem abusiva na forma de insulto homofóbico” durante o jogo disputado em 30 de setembro contra o San Diego Loyal, informou a USL. 

Em protesto contra os insultos de Flemmings, os jogadores do San Diego Loyal retiraram-se de campo com o apoio de seu técnico, Landon Donovan, que disputou três Copas do Mundo pelos Estados Unidos. 

Após o incidente, Flemmings, de 24 anos, negou ter insultado Collin Martin, meia do San Diego que tornou público em 2018 que é gay. 

A USL baseou a sanção imposta ao jamaicano em uma investigação na qual entrevistou 11 pessoas, incluindo jogadores de futebol, técnicos e árbitros. 

“O Phoenix Rising aceita e apoia os resultados desta investigação”, disse o gerente da equipe, Bobby Dulle. 

“Essas ações não poderiam ser mais contrárias aos valores centrais de nossa organização, e pedimos desculpas a todos os afetados”, acrescentou Dulle, lembrando que o seu jogador pode passar o resto do seu contrato, que termina em novembro, afastado do time. 

A decisão de abandonar a partida adotada pelos jogadores do San Diego, que vencia por 3 a 1, acabou com as chances da equipe de chegar à fase final do campeonato da USL. 

Donovan, no entanto, ressaltou que seus jogadores não tiveram dúvidas sobre sua decisão. 

“Nossos rapazes, para seu grande crédito, disseram: ‘Não vamos tolerar isso”, explicou Donovan. 

“Naquele momento, eles deixaram bem claro que estavam desistindo de todas as esperanças de chegar aos playoffs, apesar de estarem vencendo um dos melhores times da liga com facilidade”, destacou. 

“Mas eles disseram que não importa, que há coisas mais importantes na vida e que temos que defender aquilo em que acreditamos. E então eles tomaram a decisão de ir embora”, concluiu o treinador.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
DesportoMoçambique

Organismos do futebol moçambicano sugerem adiamento do Moçambola

BrasilDesporto

Sá Pinto testa positivo à covid-19

AngolaDesporto

Palanquinhas sem margem para erro contra os Bafana Bafana

DesportoMundo

Mourinho vence duelo com Guardiola e Tottenham é líder à condição

Assine nossa Newsletter