Companhias temem saída de Portugal do corredor aéreo do Reino Unido - Plataforma Media

Companhias temem saída de Portugal do corredor aéreo do Reino Unido

Depois de uma semana sem restrições para os viajantes do Reino Unido, Portugal arrisca-se a assistir a um volte-face no turismo. Companhias aéreas dizem que vai ser o caos se o corredor turístico for cancelado.

As transportadoras aéreas britânicas estão preocupadas com a eventualidade de o Reino Unido retirar Portugal da lista de países livres de quarentena.

Depois de se registar nos últimos dias um aumento de casos de contágio, a imprensa britânica avançou esta segunda-feira que Portugal está perto de atingir os limites estabelecidos por Londres, pelo que pode regressar à lista vermelha.

Se assim for, os turistas que partam do território nacional ficam sujeitos a quarentena obrigatória à chegada a solo britânico, o que pode desencorajar viagens.

Portugal saiu no dia 22 de agosto da lista de países cujos visitantes ficam obrigados a cumprir quarentena, o que motivou um aumento das viagens. Voltar à lista vermelha vai provocar o “caos”, considera o presidente executivo da International Airlines Group, empresa holding formada 2010 como resultado da fusão entre a British Airways e a Iberia, que integra ainda a Aer Lingus, a Vueling ​​​​​​ e a LEVEL, entre outras.

Num artigo de opinião no jornal Times, Willie Walsh escreve que ao estar sempre a alterar os requerimentos de quarentena, o Reino Unido está “oficialmente a pendurar o sinal de ‘fechado'”.

Leia mais em TSF

Assine nossa Newsletter