Médico congolês Nobel da Paz que tratou vítimas está a ser alvo de ameaças de morte - Plataforma Media

Médico congolês Nobel da Paz que tratou vítimas está a ser alvo de ameaças de morte

O famoso ginecologista Denis Mukwege, da República Democrática do Congo, que em 2018 recebeu o Nobel da Paz por tratar vítimas de violência sexual, tem recebido ameaças de morte. Uma ONG apelou às Nações Unidas para que o proteja

A ONG Physicians for Human Rights (PHR, Médicos pelos Direitos Humanos em português) denunciou que o cirurgião ginecologista Denis Mukwege, da República Democrática do Congo (RDC), tem a vida em risco, noticiou a BBC. Mukwege, que recebeu o Nobel da Paz em 2018, tem vindo a receber várias ameaças de morte através de mensagens de texto. “Está a ser alvo de uma campanha de intimidação”, alerta a ONG.

Segundo a PHR, as ameaças são a resposta ao facto de o cirurgião ter apelado repetidas vezes que os responsáveis por sérias violações dos direitos humanos durante as guerras do Congo, entre 1993 e 2003, venham a ser julgados e condenados.

Em julho passado, o ministro da Defesa do Ruanda, general James Kabarebe, denunciou Denis Mukwege na televisão. Segundo o general, o Nobel da Paz congolês está entre “aqueles que espalham falsa propaganda sobre o Exército do Ruanda ter assassinado civis no Congo”.

A PHR apela, por isso, às Nações Unidas para assegurarem uma “proteção contínua” a Denis Mukwege e à sua equipa clínica no hospital de Bukavu, leste da RDC.

Artigos relacionados
CulturaMundo

Wole Soyinka, primeiro negro vencedor do Nobel da Literatura, quer Trump banido da política

Guiné-BissauPolítica

Presidente do Congo em Bissau para homenagear Amílcar Cabral e ‘Nino’ Vieira

AngolaDesporto

Angola perde com RD Congo e falha qualificação para CAN

AngolaMundo

Presidente da RD Congo pede ajuda a Angola para travar crise política

Assine nossa Newsletter