Cancelado maior evento da indústria do jogo em Macau - Plataforma Media

Cancelado maior evento da indústria do jogo em Macau

O maior evento da indústria do jogo que se realiza em Macau, o Global Gaming Expo Asia (G2E Asia) foi cancelado devido às restrições fronteiriças existentes no território devido à covid-19, anunciou na quinta-feira a organização.

O evento, previsto inicialmente para maio, tinha sido inicialmente adiado primeiro para julho e depois para entre 01 e 03 de dezembro, mas foi agora cancelado “devido às contínuas restrições de viagens globais em resultado da covid-19”, indicou a organização em comunicado.

Na mesma nota, a organização informou ainda que o certame programado para novembro nas Filipinas foi também cancelado pelas mesmas razões.

“Em consulta com os nossos clientes, expositores e autoridades locais, explorámos todas as opções para realizar estes programas em segurança este ano, mas acabámos por descobrir que o melhor caminho a seguir é o de adiar para 2021”, explicou o diretor de operações da Reed Exhibitions China, empresa que organiza o evento.

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal. Três concessionárias (Sociedade de Jogos de Macau, Galaxy e Wynn) e três subconcessionárias (Venetian, MGM e Melco) exploram casinos naquela que é muitas vezes apelidada de Las Vegas da Ásia, mas que há muito ultrapassou as receitas dos casinos registadas naquela cidade norte-americana.

Macau, que nunca registou qualquer caso de transmissão comunitária com o novo coronavírus, começou a levantar algumas restrições fronteiriças com a China continental, mantendo a política de Pequim de proibir para já a entrada de visitantes estrangeiros, algo que tem sido seguido também por Hong Kong, salientou o chefe do Governo.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 749 mil mortos e infetou mais de 20,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoSociedade

Covid-19: Bruxelas chega a acordo com Moderna sobre entrega de novas doses

Sociedade

Quarentena já não é obrigatória na Áustria para casos positivos

Sociedade

Estudos apontam mercado de Wuhan na China como início da Covid-19

MundoPolítica

COVID-19: OMS alerta para "outono e inverno difíceis" na Europa

Assine nossa Newsletter