Início » Deputados esperam mais cooperação com Hengqin

Deputados esperam mais cooperação com Hengqin

Johnson Chao e António Bilrero

Aprofundar a ligação de Macau a Hengqin, participar na construção do plano da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e reforçar o papel da cidade, enquanto plataforma na ligação entre a China e os Países de Língua Portuguesa (PLP) são algumas das prioridades da delegação local à sessão da Assembleia Popular Nacional (APN), durante a partida para Pequim. O PLATAFORMA com dois dos delegados.

Kevin Ho, um dos 12 delegados da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) à sessão da APN, avançou que vai sugerir ao Governo central para formular mais políticas para beneficiarem Macau, assim como a criação de uma Zona de Cooperação Profunda com a ilha de Hengqin, na cidade vizinha de Zhuhai.

“Muitas empresas estatais domésticas e empresas privadas querem expandir negócios no exterior e instituições estrangeiras têm preocupações com o sistema continental. O estabelecimento de uma Zona de Cooperação Profunda Guangdong-Macau em Hengqin, que ponha em prática o sistema de Macau, pode resolver este problema. É isso que esperamos obter do Congresso Nacional do Povo”, disse.

O empresário lembrou também que o regulamento do Fundo de Cooperação e Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa (PLP), criado pela China no âmbito do Fórum Macau, gera dificuldades para ajudar as pequenas e médias empresas (PME´s) locais a aderir à plataforma China-PLP.

Para Kevin Ho, antes de dar uma maior contribuição ao desenvolvimento da China, Macau deve primeiro integrar a Área da Grande Baía e concentrar-se na respetiva construção, criar uma plataforma sino-portuguesa e participar, sempre que o país precisar, na construção da iniciativa Faixa e Rota.

Defendeu ainda que plano da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau deve integrar “melhor a juventude e a tecnologia”. 

Já Si Ka Lon, outro dos delegados que viajou para Pequim, considerou que “a integração de Macau no sistema nacional de emergência de saúde pública permitiu a integração da prevenção e controlo conjuntos” [da pandemia do novo coronavírus] e isso “pode fornecer proteção para reiniciar a vida na área da Grande Baía”.

O delegado disse ainda ao PLATAFORMA estar preocupado com a melhoria da estrutura industrial da RAEM e que é necessário promover uma cooperação mais profunda entre Guangdong e Macau e acelerar o desenvolvimento de Hengqin e Macau.

O também deputado à Assembleia Legislativa local afirmou que aguarda novos avanços no modelo de cooperação Hengqin-Macau, para que a Zona de Cooperação Profunda Hengqin-Guangdong-Macau possa tornar-se um porto livre com características chinesas e as vantagens do princípio “um país, dois sistemas” e atinja o mais alto nível de área aberta na China. 

Para Si Ka Lon, à medida que a cooperação económica e comercial China-PLP fica mais próxima, a chave para Macau é melhorar as políticas de apoio e a construção de projetos. Por isso recomenda-se que a cidade promova, sempre, a construção de uma plataforma de serviços financeiros sino-portuguesa, o aumento do treino de talentos bilíngues sino-portugueses e fornecimento de serviços abrangentes de alto nível, como finanças, direito e de Encontros, Incentivos, Conferências e Feiras (MICE na sigla em inglês). 

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!