Um Congresso Nacional inesquecível (2) - Plataforma Media

Um Congresso Nacional inesquecível (2)

O que fez do 13º Congresso Nacional um congresso inesquecível para os jornalistas de Taiwan, Hong Kong e Macau, para além do próprio contexto histórico, foi o facto de os membros terem estabelecido um modelo para os congressos futuros. Um exemplo disso foi a divulgação das listas das delegações (anteriormente as listas não eram públicas). O 13º congresso foi o também primeiro e único que divulgou oficialmente os nomes dos representantes de Hong Kong e Macau (posteriormente deixou-se de divulgar as listas dos representantes de Hong Kong e Macau, sendo estes colocados noutras delegações tal como acontece com os representantes de Macau neste 19.º congresso. Zhen Xiaosong (diretor), Chen Sixi (vice-diretor) e Wang Xindong (secretário-geral) do Gabinete de Ligação do Governo Central e Fu Jianguo (presidente do grupo Nam Kwong) não são necessariamente considerados uma delegação). O mais inesquecível para os jornalistas de Hong Kong, Macau e Taiwan no 13º congresso foi o encontro com os cinco novos membros do Comité Permanente do Politburo: Zhao Ziyang, Li Peng, Qiao Shi, Hu Qili e Yao Yilin. Estes encontraram-se com os jornalistas durante um cocktail, num salão repleto de mesas com fruta, doces e cocktails, brindaram, conversaram e responderam a perguntas. Esta foi a única vez que altos dirigentes do Partido Comunista tiveram um contacto tão próximo com jornalistas chineses e estrangeiros, em particular com os de Hong Kong, Macau e Taiwan. Nos congressos posteriores, o 14º (com Jiang Zemin), o 15º (o primeiro de Hu Jintao), o 16º (com Hu Jintao), o 17º (o primeiro de Xi Jinping) e o 18º (de Xi Jinping), os quadros do Partido, Governo e Instituições Militares passaram a encontrar-se com os jornalistas num palco, mantendo assim uma certa distância. 

Além disso, durante o 13º congresso, os representantes de algumas províncias, municípios e condados realizaram uma conferência de imprensa apresentando as mudanças da sua região. Foi o caso de Zhu Senlin (presidente da câmara de Guangzhou) que mais tarde se tornou governador de Guangdong e presidente do congresso provincial. Esteve também presente Zhao Baojiang (na altura presidente da câmara de Wuhan), se a memória não me falha. Dos presentes na conferência, o que recebeu uma promoção mais significativa foi Hui Liangyu, se não estou em erro.

O que é certo é que o Hotel Minzu, onde ficaram hospedados os jornalistas de Hong Kong e Macau, solicitou-nos sugestões relativas à qualidade dos serviços (era a primeira vez que recebiam compatriotas destas regiões). Debatemos entre nós o assunto e escrevemos uma carta de agradecimento com muitos elogios e sugestões. Foi decidido que seria eu a escrever o rascunho e Lai Seng Pui, que tinha a caligrafia mais bonita, a escrever a carta em papel vermelho. A carta foi assinada por todos os jornalistas e entregue ao Hotel Minzu, que a afixou no átrio de entrada mostrando o seu apreço.

Teve início esta quarta-feira o 19º Congresso Nacional. Embora sejam poucos os jornalistas de Hong Kong, Macau e Taiwan que presentes no 13.º congresso estejam ainda hoje em atividade, todos concordam que o 13.º congresso foi uma experiência inesquecível nas suas carreiras jornalísticas. 

DAVID Chan 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter