Início Manchete Montenegro diz que Pedro Nuno Santos só admitiu viabilizar governo da AD “por conveniência”

Montenegro diz que Pedro Nuno Santos só admitiu viabilizar governo da AD “por conveniência”

Sem responder à exigência de reciprocidade de Pedro Nuno Santos, de se comprometer a viabilizar um governo minoritário do PS em caso de vitória dos socialistas, Luís Montenegro reafirmou a confiança numa vitória eleitoral da AD.

O líder da AD, Luís Montenegro, acusou quarta-feira Pedro Nuno Santos de ter dito que se perdesse as eleições não apresentava nem votava a favor de nenhuma moção de censura a um governo minoritário da AD, apenas “por conveniência”.

“O candidato a primeiro-ministro do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, até segunda-feira, disse sempre que nunca estava em causa, pela parte do Partido Socialista, viabilizar um Governo da AD; na segunda-feira disse que viabilizaria; hoje já disse duas ou três coisas diferentes. É mesmo caso para dizer que aquilo que aconteceu segunda-feira não era uma convicção, era uma conveniência para aquele momento”, disse Luís Montenegro num comício da AD em Setúbal.

Leia mais em TSF

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!