Início Desporto Pelotão da PSP que meteu baixa antes do Benfica-Gil Vicente foi dissolvido

Pelotão da PSP que meteu baixa antes do Benfica-Gil Vicente foi dissolvido

A decisão de dissolução partiu do comandante da Unidade Especial da Polícia, Luís Carrilho, que, após ter tido conhecimento que 44 polícias apresentaram "baixa médica em simultâneo" no dia 4 de fevereiro, mandou abrir um processo de inquérito, "visando apurar as circunstâncias do ocorrido".

“De forma a manter a normal atividade operacional do Corpo de Intervenção, decidiu ainda extinguir o 3.º grupo operacional e distribuir estes polícias pelos restantes grupos operacionais do CI em Lisboa, reativando o 6.º grupo operacional”, lê-se num comunicado enviado, esta quarta-feira de manhã, às redações.

Na nota em que confirma a notícia avançada na terça-feira à noite pela SIC Notícias e em que recorda que os polícias “têm especiais deveres, designadamente no que concerne à sua conduta, disponibilidade, prontidão, assiduidade, aprumo, zelo no exercício de funções e qualidade do trabalho desenvolvido”, a Direção Nacional frisa que “não permitirá qualquer ato que coloque em causa o normal funcionamento desta Unidade Especial de Polícia, nem de qualquer outra unidade da PSP, pelo que tomará todas as iniciativas e decisões que permitam a manutenção da ordem e paz públicas”.

Os cerca de 70 elementos do grupo que vão redistribuídos tomaram, na terça-feira, conhecimento da decisão, que não é, no entanto, pacífica. O JN apurou que, para quinta-feira de manhã, pelas 8 horas, está agendado um protesto em frente à sede do CI, na Calçada da Ajuda, em Lisboa, em solidariedade com os colegas.

Leia mais em Jornal de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!