Taxas de juro em Macau e Hong Kong atingem valor mais elevado em 17 anos

por Viviana Chan
Lusa

A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) anunciou hoje uma nova subida da principal taxa de juro de referência para 5%, o nível mais alto desde dezembro de 2007, em plena crise financeira e económica mundial.

A AMCM aprovou um aumento de 0,25 pontos percentuais, a oitava subida desde março de 2022, fixando em 5% a taxa de redesconto, valor cobrado aos bancos por injeções de capital de curta duração, de acordo com um comunicado.

O regulador financeiro da região administrativa especial chinesa seguiu assim o aumento anunciado na quarta-feira pela Reserva Federal (Fed) norte-americana.

A AMCM disse que a subida era inevitável, por a moeda de Macau, a pataca, estar indexada ao dólar de Hong Kong, pelo que “a taxa de juros em Macau é consistente com a taxa de juros em Hong Kong”.

A decisão da AMCM surgiu pouco depois de a Autoridade Monetária de Hong Kong ter anunciado a subida da taxa de juro de referência, devido ao aumento imposto pelo banco central dos EUA.

O dólar de Hong Kong está indexado ao dólar norte-americano.

Depois do anúncio, a bolsa de valores de Hong Kong negociou em alta, com o principal índice, o Hang Seng, a subir 0,57% até às 10:00 (02:00 em Lisboa).

Na quarta-feira, a Fed anunciou um aumento de 25 pontos base, um abrandamento face à subida de 50 pontos base na última reunião.

O Comité Federal de Mercado Aberto (FOMC) “procura alcançar o pleno emprego e uma inflação próxima de 2% no longo prazo. Para apoiar esses objetivos, o Comité decidiu subir a taxa dos fundos federais para um intervalo entre 4,50% e 4,75%”, anunciou o banco central norte-americano, em comunicado.

Depois de quatro reuniões consecutivas em que anunciou uma subida dos juros de 75 pontos base, o banco central norte-americano decidiu em dezembro uma subida de 50 pontos base, tendo agora desacelerado o ritmo.

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!