Início Brasil Incêndios florestais cresceram 14% no Brasil, sobretudo na Amazónia

Incêndios florestais cresceram 14% no Brasil, sobretudo na Amazónia

Os incêndios florestais devastaram 16,3 milhões de hectares no ano passado no Brasil, uma área 14% maior do que a destruída em 2021, foi hoje anunciado.

Incêndios florestais crescem 14% no Brasil em 2022 sobretudo na Amazónia

 A Amazónia foi mais uma vez a região mais afetada, de acordo com um estudo divulgado hoje pela iniciativa Mapbiomas.

A maior floresta tropical do planeta perdeu 7,9 milhões de hectares, uma vez que quase metade dos incêndios registados no ano passado no Brasil (49%) ocorreram no bioma.

Leia também: ‘Revogaço’ de Lula restringe Armas, restabelece Fundo Amazônia e freia venda de estatais

O estudo observa que a maioria dos incêndios no bioma ocorreram nos meses de agosto, setembro e outubro, mas foi em dezembro que as chamas aumentaram 50% mais do que em 2021.

Dos 27 estados brasileiros, o que mais ardeu entre janeiro e dezembro de 2022 foi o Mato Grosso, seguido do Pará e Tocantins, todos na região amazónica.

Segundo o estudo, o segundo bioma que perdeu mais vegetação para as chamas no ano passado foi o Cerrado (savana brasileira), com 7,4 milhões de hectares (45% do total).

Leia também: Descoberta estrada clandestina de 150km em plena Amazónia ao serviço da mineração ilegal

Contudo, com uma área quase metade da Amazónia, os peritos dizem que foi a mais afetada em 2022.

A boa notícia veio da Mata Atlântica e do Pantanal, que teve as menores áreas queimadas nos últimos quatro anos, com uma redução de 85%, em comparação com 2021, no caso do Pantanal.

*Com Lusa

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!