Queda do MICE com danos irreversíveis– Veja o PDF - Plataforma Media

Queda do MICE com danos irreversíveis– Veja o PDF

PDF: Versão Integral do PLATAFORMA às sextas-feiras nas bancas em Macau

A queda da indústria MICE de Macau provoca a deslocalização dos grandes eventos que acolheu durante anos. Uma mudança que pode ser permanente, alerta um membro da indústria. Soluções só com a reabertura das fronteiras, mas há danos que são irreversíveis

Manchete: Fuga de eventos de Macau

Outros destaques nesta edição:

Guilherme Rego – Escreve esta semana sobre a Semana Dourada em Macau, planeada de forma cuidadosa por parte das autoridades locais. Realça o papel da retoma das excursões e dos vistos eletrónicos para os residentes do Interior da China. Destaca ainda o papel do MICE e do jogo na grandeza económica de Macau em tempos anteriores à pandemia. Aconselha que ambas as áreas devem estar na linha da frente na recuperação económica da cidade.

Editorial: Sinais de vida

Paulo Rego – Escreve esta semana sobre a armadilha de Tucídides aos olhos da relação sempre tensa entre os EUA e a China. Enaltece o papel das vistas de Nancy Pelosi a Taiwan e a Coreia do Sul. Esclarece as diferenças entra a democracia liberal (EUA) e o comunismo marxista-leninista da China, bem como o medo que esta corrente acarreta para o Ocidente.

Sinais: Mar armadilhado

Um relatório de uma ONG diz que existem esquadras chinesas em Portugal que repatriam cidadãos chineses à força. Associações e organizações desconhecem essa realidade. A Polícia confirma a sua existência, mas diz que até agora não foram cometidas “ilegalidades”

Destaque: Esquadras chinesas em Portugal. Entidades desconhecem, ONG garante veracidade

A Semana Dourada de outubro bateu o recorde pandémico, com a média diária a exceder 28 mil visitantes nos primeiros cinco dias. Membros da indústria turística prevêem que estes números se mantenham com o regresso das excursões e vistos eletrónicos para quem vem do Interior

Destaque: Semana Dourada de outubro bate recorde pandémico em Macau

Leia a edição anterior do PLATAFORMA em: “Pequim deixa mas Macau não quer”

Related posts
BrasilChina

A segurança que Pequim quer – Veja o PDF

BrasilChina

Muitos milhões de otimismo– Veja o PDF

BrasilChina

Plataforma lusófona em risco– Veja o PDF

BrasilChina

Fora de moda – Veja o PDF

Assine nossa Newsletter