ONU aprova resolução contra negação do Holocausto - Plataforma Media

ONU aprova resolução contra negação do Holocausto

A Assembleia Geral da ONU aprovou esta quinta-feira uma resolução não vinculativa que pede a todos os Estados-membros que lutem contra a negação do Holocausto e do antissemitismo, especialmente nas redes sociais

Aprovada resolução contra a negação do Holocausto. O texto, proposto por Israel, foi elaborado com a ajuda da Alemanha e patrocinado por várias 144 dos 193 Estados que formam as Nações Unidas.

O Irã, no entanto, marcou formalmente sua oposição à resolução, afirmando que Teerã se desvinculou do texto. Na resolução se “rejeita e condena sem reservas qualquer negação do Holocausto como acontecimento histórico, seja total ou parcialmente”.

O Holocausto é a denominação do genocídio de 6 milhões de judeus europeus entre 1939 e 1945 por parte dos nazistas, seus simpatizantes e aliados.

Yair Lapid, ministro das Relações Exteriores de Israel, e sua contraparte alemã, Annalena Baerbock, saudaram em declaração comum a aprovação da resolução como prova de que a comunidade internacional “fala a uma só voz”. Preocupados com o “aumento dramático” do negacionismo, os dois ministros denunciaram “as comparações entre conflitos políticos atuais e o Holocausto”, o que constitui uma “injustiça” para as vítimas.

Dani Dayan, diretor do memorial israelense do Holocausto Yad Vashem, defendeu “esforços redobrados” para apoiar a pesquisa e o ensino sobre esse episódio sombrio na Europa.

Em um comunicado, o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, elogiou a “resolução histórica”, negociada por vários meses. A resolução aprovada hoje “oferece pela primeira vez uma definição clara da negação do Holocausto, pede que os países tomem medidas no combate ao antissemitismo, e apela aos gigantes da internet (Facebook, Twitter, Instagram, etc.) que lutem contra o conteúdo de ódio nas redes sociais, especifica a declaração israelense.

Artigos relacionados
China

Uigures pedem firmeza a comissária da ONU em sua visita a Xinjiang

MundoPolítica

ONU preocupada com baixas civis nos “combates ferozes” na região leste

MundoPolítica

Tóquio diz que EUA apoiam adesão do Japão ao Conselho de Segurança

ChinaPolítica

China espera que comissária da ONU “esclareça desinformação” sobre Xinjiang

Assine nossa Newsletter