Fluxo de turistas de Cantão será crucial para recuperação económica

Fluxo de turistas de Cantão será crucial para recuperação económica

O economista e presidente do IGM, Samuel Tong, considera que a recuperação económica de Macau em 2022 será condicionada por dois factores: o fluxo contínuo de turistas da província de Cantão e a integração das empresas de Macau no mercado de Hengqin

Os turistas de Cantão serão fundamentais para a recuperação económica de Macau. Em declarações à TDM-Rádio Macau após participar no programa Fórum da Ou Mun Tin Toi, Samuel Tong assinalou as vantagens de Hengqin para a recuperação económica de Macau e destacou a necessidade de reestruturação da indústria de turismo no território.

“Em 2022, os factores mais importantes [para a recuperação económica] são por um lado, manter o fluxo de turistas da província de Cantão e, por outro lado, integrar Hengqin em Macau. Sabemos que a nossa principal indústria é o turismo e por isso precisamos de um fluxo fluído de pessoas. Acho que isso será crucial para assegurar o nosso crescimento económico ou a nossa sustentabilidade ao longo de 2022″, começou por dizer Samuel Tong.

Para o economista, a diferença no regime tributário entre Macau e Hong Kong deverá ser ajustado em Hengqin para níveis próximos entre as duas regiões especiais administrativas.

“O Governo deve tentar ajustar a taxa tributária para um nível próximo entre Hong Kong e Macau. Isto poderá atrair mais investidores pois sabemos porque é que os investidores apostam em Hong Kong porque vêm mais mercados potenciais. Sem Hengqin, Macau pode não atrair mais investimento de uma forma mais eficaz. É por isso que a nova zona de cooperação em Hengqin é tão importante para a indústria e economia de Macau”, disse Samuel Tong.

Leia mais em TDM

Related posts
MacauTransportes

Recuperação de passageiros no aeroporto de Macau só em 2024

LifestyleMacau

Pré-abertura do The Karl Lagerfeld hoje no Grand Lisboa Palace

MacauPolítica

Governo quer desenvolver turismo de saúde a partir do novo hospital

Mundo

Perdas mundiais do turismo devem chegar aos 2 trilhões em 2021

Assine nossa Newsletter