SG da ONU pede 'cessar imediato das hostilidades' na Etiópia

SG da ONU pede ‘cessar imediato das hostilidades’ na Etiópia

António Guterres, pediu nontem um “cessar imediato das hostilidades” na Etiópia, depois que o governo declarou estado de emergência em meio a temores de que os rebeldes do Tigré se dirijam à capital

Guterres pediu “um cessar imediato das hostilidades, acesso humanitário irrestrito para dar assistência urgente que salve vidas e um diálogo nacional inclusivo para resolver esta crise e estabelecer as bases para a paz e a estabilidade em todo o país”, disse seu porta-voz, Stephane Dujarric.

“A estabilidade da Etiópia e da região está em jogo”, acrescenta o comunicado.

A nota destaca que Guterres está “extremamente preocupado” com a escalada da violência e a declaração de estado de emergência.

O governo etíope impôs este estado de emergência e pediu aos moradores de Adis Abeba que se prepararem para defender suas casas após vários dias em que são registrados avanços do grupo rebelde Frente de Libertação do Povo de Tigré (TPLF).

O TPLF enfrenta uma guerra de um ano contra o governo do primeiro-ministro Abiy Ahmed. 

Em dias recentes, reivindicou o controle de duas cidades-chave da região de Amhara, perto da região do Tigré, 400 km ao norte de Adis Abeba.

Related posts
MundoSociedade

274 milhões de pessoas no mundo vão precisar de ajuda humanitária

MundoPolítica

Guterres critica comunidade internacional pelo tratamento a África

MundoPolítica

Ucrânia teme invasão e pede ação rápida para 'travar' a Rússia

MundoPolítica

EUA retomam negociações com os Talibãs na próxima semana

Assine nossa Newsletter