Ativistas pedem à ASEAN diálogo oficial com Governo de Unidade Nacional

Ativistas pedem à ASEAN diálogo oficial com Governo de Unidade Nacional

Ativistas de direitos humanos pediram à Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) que estabeleça um diálogo oficial com o chamado Governo de Unidade Nacional de Myanmar, formado por políticos pró-democracia e opositor da junta militar no poder

O apelo foi apresentado por organizações como a Parlamentares da ASEAN para os Direitos Humanos (APHR, na sigla em inglês), a Voz do Progresso de Myanmar ou a Altsean numa conferência virtual de preparação da cimeira de líderes da ASEAN, que decorre de forma virtual desde esta manhã.

O deputado malaio e presidente da APHR, Charles Santiago, elogiou o facto de a ASEAN não ter convidado o líder da junta militar birmanesa, Min Aung Hlaing, para a cimeira, mas defendeu que o bloco deve abrir um diálogo oficial com o chamado Governo de Unidade Nacional.

“Estamos a aproximar-nos do primeiro aniversário do golpe do exército birmanês, em que uma junta militar assumiu o poder em Myanmar, lançando terror e violência sem precedentes contra o povo”, disse Charles Santiago, observando que a pobreza e a fome aumentaram consideravelmente desde que os militares tomaram o poder, em 01 de fevereiro.

Segundo o ativista, a ASEAN não deve aceitar nenhum representante da junta militar birmanesa até que seja erradicada toda a violência e sejam libertados todos os presos políticos e respeitado o desejo do povo de restaurar a democracia.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
MundoPolítica

Novas acusações contra líder Suu Kyi e ex-Presidente Win Myint

MundoPolítica

Combates entre militares e rebeldes aumentam no noroeste do país

ChinaEconomia

18ª Expo China-ASEAN é inaugurada no sul da China

MundoPolítica

Aung San Suu Kyi está sem contacto com advogados há seis semanas

Assine nossa Newsletter