Vasto material nazi encontrado em casa de suposto pedófilo no Rio

Vasto material nazi encontrado em casa de suposto pedófilo no Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro encontrou na casa de um suposto abusador de menores uma vasta coleção de trajes e outros artigos do regime nazista, junto com várias armas, segundo imagens divulgadas nesta quarta-feira (6) pelas autoridades

O material nazi encontrado no Rio levou à prisão do homem de 58 anos, identificado como Aylson Proença Doyle Linhares, e ocorreu na terça-feira depois que um casal vizinho, morador do mesmo condomínio na zona oeste do Rio, o denunciou por abusar de seu filho de 12 anos, segundo o delegado Luis Armond, que está à frente da investigação.

O material nazi do suposto pedófilo foi encontrado na casa do suspeito. É “material monstruoso” de referência nazi, definiu o delegado. Insígnias, documentos, fardas, bandeiras e até uma carteira de integrante do partido nazista com sua foto, listou.

Imagens divulgadas pela polícia mostram que entre as centenas de objetos estão várias fotos emolduradas e bustos de Adolf Hitler.

Adagas, punhais e um total de nove armas de fogo também foram encontradas, entre elas um fuzil e uma metralhadora, além de uma grande quantidade de munições.

Doyle Linhares “foi acusado em flagrante por porte ilegal de armas, discriminação racial e pedofilia”, após a descoberta que incluía fotos de menores, disse Armond.

O detido avaliou perante a polícia que a sua coleção “vale entre 2,5 e 3 milhões de euros (2,9 a 3,5 milhões de dólares), embora isso não seja verificável”, acrescentou o delegado.

A polícia obteve um mandado de prisão preventiva e busca depois que uma investigação revelou que Linhares também tentou abusar de pelo menos dois outros menores, informou Armond.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter