São Tomé/Eleições: Vila Nova diz que ganhou e pede publicação de resultados provisórios - Plataforma Media

São Tomé/Eleições: Vila Nova diz que ganhou e pede publicação de resultados provisórios

A candidatura de Carlos Vila Nova às eleições presidenciais são-tomenses disse no domingo à noite ter dados que apontam para a vitória do candidato e reclamou a publicação, pela Comissão Eleitoral Nacional (CEN), dos resultados provisórios do escrutínio.

Em conferência de imprensa na sede de campanha, em Santarém, arredores da capital são-tomense, o diretor de campanha, Américo Ramos, indicou dispor de dados que “apontam para uma vitória do Vila Nova”, mas não esclareceu se será necessário disputar uma segunda volta.

“Queremos apelar à Comissão Eleitoral que publique ou anuncie os dados provisórios das eleições ainda hoje, porque isto é a prática”, disse ao final da noite de domingo.

Para o responsável, essa publicação “mostra a seriedade e a transparência em relação à eleição em São Tomé e Príncipe”.

“É a primeira vez que a Comissão Eleitoral Nacional adia a publicação dos dados no mesmo dia da contagem de votos”, afirmou Américo Ramos, que indicou não ter qualquer justificação daquele organismo.

“Estamos um pouco preocupados com a atitude da comissão eleitoral em não publicar os dados provisórios dessas eleições ainda hoje contrariando aquilo que é prática nacional em todas outras eleições. Vem aí alguma coisa que nós não entendemos porque se todos os dados das assembleias distritais estão disponíveis, não há razão nenhuma para que a comissão eleitoral adie a publicação dos resultados provisórios para amanhã [segunda-feira]”, acrescentou.

Questionado se a candidatura de Carlos Vila Nova receia uma adulteração dos resultados, respondeu que “tudo é possível”.

“O candidato Carlos Vila Nova foi maioritariamente votado nessas eleições e nós não vamos permitir nenhuma tentativa de manipulação, adulteração nos resultados dessas eleições”, sublinhou.

Contactado pela Lusa pouco antes das 24:00 locais, o porta-voz da CEN, Victor Correia, rejeitou que exista algum adiamento na divulgação de dados, justificando que o organismo estava ainda a receber informações, àquela hora.

“Não há interesse nenhum em ocultar nada”, comentou.

A CEN prevê divulgar os primeiros dados “às primeiras horas da manhã” de segunda-feira, disse.

“A CEN continua a receber os dados, ainda não recebeu todos, está a trabalhar sobre os dados. (…) Estamos a fazer o possível para fazer o mais rapidamente possível”, acrescentou.

Mais de 123 mil eleitores foram chamados este domingo às urnas em São Tomé e Príncipe para escolher o próximo presidente da República, entre 19 candidatos, um número inédito nesta eleição.

Assine nossa Newsletter