Limitação de circular à noite "é inconstitucional", mas cidadãos "devem obedecer" - Plataforma Media

Limitação de circular à noite “é inconstitucional”, mas cidadãos “devem obedecer”

Bastonário da Ordem dos Advogados lembra que nunca antes da pandemia houve em democracia um recolher obrigatório sem estado de emergência.

A limitação de circulação na via pública entre as 23h00 e as 05h00, anunciada pelo Governo no final do Conselho de Ministros, “é inconstitucional”. A garantia é dada pelo bastonário da Ordem dos Advogados, Menezes Leitão.

A medida, que abrange 45 concelhos em risco elevado ou muito elevado, entra em vigor esta sexta-feira à noite e está sustentada juridicamente, segundo o Governo, com a Lei de bases da Proteção Civil.

À TSF, Menezes Leitão assegura, contudo, que a medida viola a Constituição e lembra que nunca em democracia, antes desta pandemia, houve um recolher obrigatório sem estado de emergência.

“Chamar ‘proibição de circulação’ é um eufemismo. O que está a ser decretado é um recolher obrigatório, ou seja, obrigar as pessoas a ficar em casa durante a noite. Isso é uma medida absolutamente extrema em termos de direitos, liberdades e garantias e que, a meu ver, não é possível sem que esteja declarado um estado de emergência”, explica o bastonário dos Advogados.

Leia mais em TSF

Related posts
PortugalSociedade

Entre 53 países, Portugal está em 31.º na resposta à pandemia

PolíticaPortugal

"Acho que o Governo vai definir um novo discurso, que não pode ser o do medo"

Portugal

Pós-Covid: o que querem os clientes, o que atrai talento e até a gestão de risco

DesportoPortugal

Marítimo e Nacional com público nas bancadas no arranque da época 2021/2022

Assine nossa Newsletter