Motoristas, domésticas e pedreiros estão entre os que mais morrem de Covid-19 - Plataforma Media

Motoristas, domésticas e pedreiros estão entre os que mais morrem de Covid-19

Estudo indica que 37,8% das pessoas que morreram por causa da doença na capital paulista tinham emprego remunerado.

Entre as atividades ocupacionais que mais registram mortes por Covid-19 na cidade de São Paulo entre março de 2020 e março deste ano estão as empregadas domésticas, pedreiros e motoristas de táxi e aplicativo, segundo uma pesquisa feita pelo Instituto Pólis com base em dados da Secretaria Municipal de Saúde.

Individualmente, os aposentados respondem pelo maior grupo vítima da doença. Foram 9.925 mortes nesse período, o que corresponde a 32,2% do total. Outras 4.832 pessoas eram donas de casa (15,7%), e outros 3.391 (12,8%) morreram sem que sua atividade ocupacional fosse registrada.

Por fim, os dados indicam que 37,8% das pessoas que morreram estavam empregadas no mercado de trabalho.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Assine nossa Newsletter