Passados dez meses, só 48% dos infetados tinham imunidade - Plataforma Media

Passados dez meses, só 48% dos infetados tinham imunidade

Estudo da Ordem dos Médicos aponta para baixo nível de imunidade natural. Quanto maior a gravidade da doença, maior a imunidade.

Dez meses após terem contraído SARS-CoV-2, apenas 48% dos infetados mantinham ainda imunidade natural. Isso mesmo indicam os primeiros resultados, preliminares, de um estudo de vigilância imunológica levado a cabo pela Ordem dos Médicos em parceira com a Universidade Nova de Lisboa e os Laboratórios Germano de Sousa. Numa altura em que outras investigações indiciam, por outro lado, que quanto maior a gravidade da doença, maior a robustez da imunidade. E que quanto maior a idade, maior também a imunidade.

Segundo Álvaro Carvalho, médico internista que apresentou, nesta manhã, o referido estudo, dos 460 indivíduos analisados e que tinham, no início abordagem, anticorpos, passados dez meses 225 mantinham aquela imunidade. Indivíduos que, em abril, farão uma nova colheita (a quinta), para vigilância imunológica.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Quase menos 200 mil consultas e menos 21 mil cirurgias só em janeiro

PolíticaPortugal

Mais de metade da população considera que os políticos não devem ter prioridade na vacinação

PortugalSociedade

Reino Unido e Itália com mais impacto no início da pandemia em Portugal

PortugalSociedade

46% dos portugueses antecipam confinamento até à Páscoa

Assine nossa Newsletter