A vacina está a chegar à cidade - Plataforma Media

A vacina está a chegar à cidade

Finalmente, Macau já recebeu a vacina contra a Covid-19. Esta semana, o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, liderou um grupo de funcionários governamentais que foi vacinado. É uma demonstração da confiança do Governo de Macau na vacina.

No ano passado, a pandemia de Covid-19 em Macau não foi relativamente grave, e não se registaram mortes na cidade. No entanto, a economia sofreu graves prejuízos com a pandemia. Inicialmente, esperava-se que fosse como a SARS e, com a chegada do verão e a subida das temperaturas, a pandemia desapareceria. Mas não foi esse o caso. A pandemia atingiu e afetou gravemente o mundo. A pandemia registou já várias vagas. O número de doentes graves e de mortes continua a aumentar todos os dias, e o impacto na economia tem vindo a piorar. O bloqueio na cidade e o encerramento das fronteiras reduziram grandemente a circulação de pessoas. Os amantes separados por dois lugares não sabem quando voltarão a encontrar-se.

Agora, chegaram as vacinas. Por enquanto, embora existam algumas variantes de vírus, as vacinas ainda são eficazes contra estirpes relacionadas. Espera-se que tudo decorra sem problemas, que a vida do dia-a-dia, as atividades económicas e a travessia das fronteiras possam ser retomadas passo-a-passo, voltem à normalidade, como esperado.

Recentemente, uma delegação de peritos da Organização Mundial de Saúde deslocou-se a Wuhan para localizar a origem do Covid-19. Este é apenas um ponto de partida. Há ainda muitas dúvidas sobre a pandemia de Covid-19 que precisam de resposta. Em todo o caso, o combate à pandemia é a prioridade máxima. Para eliminar a crise pandémica e falar-se de recuperação económica, caso contrário, será apenas um círculo vicioso.

A vacina está a chegar à cidade, considerando a situação global, escolheria ser vacinado?

* Diretor Executivo do Plataforma

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
Editorial

Vacinação. Sem mais adiamentos

Editorial

Bênção no bairro antigo

Editorial

Reforma administrativa

Editorial

Quando for grande

Assine nossa Newsletter