Estudo conclui que radiação das telecomunicações atinge um “nível baixo” - Plataforma Media

Estudo conclui que radiação das telecomunicações atinge um “nível baixo”

O Governo considera que Macau tem um “nível baixo” de intensidade geral de radiação electromagnética sem impacto negativo para a saúde. Foi esta a conclusão de um estudo encomendado à empresas com capitais públicos UMTec Limited, detida pela Universidade de Macau, sobre a segurança de radiação electromagnética, associada ao uso de telemóveis e outros meios de comunicação.

Na semana passada o secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo do Rosário, tinha revelado que o estudo seria disponibilizado ontem, e a página da Direcção dos Serviços de Correios e Telecomunicações publicou o que denominou um “resumo”, com quatro parágrafos.

Segundo os dados apresentados pelo Governo, nos 151 pontos de medição, correspondentes a estações emissoras para as redes 3G, 4G e 5G, o nível de radiação ficou sempre abaixo do limite definido pela Comissão Internacional para a Protecção contra Radiações Não Ionizantes. O valor do limite nunca é indicado no resumo, mas o Governo afirma que na maioria dos postos de medição, em 134 postos, o valor das radiações terá atingido até 0,5 por cento do limite. Em quatro postos foi atingido entre 0,5 por cento e 2,5 por cento do tecto de segurança, em dois postos a medição indicou entre 2,5 por cento e 5 por cento do limite e, numa única estação, foram registados níveis de radiação de 25,53 da margem de segurança.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
MundoSociedade

Amplo estudo confirma eficácia de 94% da vacina da Pfizer contra a covid

MundoSociedade

Humidade produzida pelas máscaras pode reduzir gravidade da covid-19, diz estudo

MundoSociedade

Covid-19: Dois medicamentos combinados reduzem em 50% as mortes nos casos mais graves

MacauSociedade

Solteiros correm maior risco de depressão

Assine nossa Newsletter