Casos de agiotagem diminuíram 88% no ano passado - Plataforma Media

Casos de agiotagem diminuíram 88% no ano passado

O crime associado ao jogo teve uma “descida notável” em 2020, que a Polícia Judiciária associa à quebra de turistas. Em sentido inverso, os casos de conflito familiar aumentaram, bem como os casos de pornografia de menores

Num ano marcado por restrições fronteiriças e o impacto financeiro decorrente das quebras das receitas do jogo, o crime associado a este sector diminuiu. “A descida notável do número dos crimes relacionados com o jogo deve-se à redução significativa de visitantes”, explica o relatório anual da Polícia Judiciária (PJ) sobre 2020. No ano passado foram instaurados 413 inquéritos e denúncias relacionados com o jogo, o equivalente a uma descida de 80,9 por cento relativamente a 2019.

Os dados estatísticos referentes revelam que se registaram 72 casos de agiotagem ligada ao jogo, o que representa uma descida de 88 por cento. Já os casos de sequestro associados à agiotagem fixaram-se em 32, traduzindo uma descida superior a 90 por cento. No entanto, as autoridades observam que com a recuperação gradual do turismo se verificou um aumento “considerável” das burlas com notas usadas para treino de contagem de dinheiro.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
EconomiaMacau

Melco Resorts anuncia prejuízos de 1,26 mil milhões de dólares

EconomiaMacau

Receitas do jogo em Macau caem 63,7% em janeiro

EconomiaMacau

Crise pandémica e restrições explicam quebra no número de junkets

EconomiaMacau

Receitas do jogo em Macau descem 79,3% em 2020

Assine nossa Newsletter