Influencer Mariana Ferrer humilhada em julgamento num caso de violação no Brasil - Plataforma Media

Influencer Mariana Ferrer humilhada em julgamento num caso de violação no Brasil

Durante o julgamento online, no Brasil, do caso de alegada violação da influencer Mariana Ferrer pelo empresário desportivo André de Camargo Aranha, o advogado de defesa provocou um momento insólito, que entretanto foi tornado público.

Cláudio Gastão da Rosa Filho, o advogado de defesa do empresário, utilizou as fotografias sensuais da jovem, partilhadas antes do crime, para argumentar que as relações sexuais tinham sido consentidas.

Em setembro deste ano, a influencer perdeu o caso contra André, que foi dado como inocente pelo Tribunal de Santa Catarina, apesar das provas a favor da jovem.

Agora, as imagens do julgamento, divulgadas pelo “The Intercept Brasil”, mostram o advogado da acusação, Cláudio Gastão da Rosa Filho, a humilhar a jovem durante a sessão. O advogado chamou às fotografias de Ferrer “ginecológicas”, enquanto as mostrava, e chegou a dizer que “jamais teria uma filha do nível” da jovem, agora com 23 anos. Perante o choro de Ferrer, o advogado pede-lhe que pare com a dissimulação e “lábia de crocodilo”.

A influencer, que alega ter sido drogada naquela noite de 2018 em que diz ter sido violada, numa festa em Florianópolis (trabalhava ali como promotora do evento), revelou que era virgem à altura, o que ficou provado em exame pericial. A pretexto de ter exposto o caso nas redes sociais, Cláudio Gastão acusou Mariana Ferrer de usar estas ferramentas para ganhar “o pão com as desgraças dos outros” e de manipular a história da virgindade.

O vídeo tem sido muito partilhado nas redes sociais, onde a conduta de Gastão tem sido criticada como “inaceitável”, assim como a decisão do tribunal.

Artigos relacionados
DesportoSociedade

Campeão olímpico do Quénia é acusado de abuso sexual

LifestyleMundo

Matthew McConaughey fala sobre ter sido molestado por homem quando tinha 18 anos

MacauSociedade

Residente macaense volta a ser detido após molestar aluno

MacauSociedade

Tutor de 17 anos suspeito de abusos sexuais no centro de explicações

Assine nossa Newsletter