Cabo Delgado: Governo admite importância geoestratégica dos hidrocarbonetos no conflito - Plataforma Media

Cabo Delgado: Governo admite importância geoestratégica dos hidrocarbonetos no conflito

O ministro do Interior de Moçambique admitiu que “não é de descurar algum interesse geoestratégico” dos hidrocarbonetos como um dos fatores do conflito no norte do país, em Cabo Delgado.

O ministro refere que os recursos naturais têm atraído grupos internacionais, incluindo associações criminosas.

Amade Miquidade falou ontem no parlamento, em resposta a perguntas dos deputados da Assembleia da República (AR) sobre a estratégia do Governo no combate aos grupos armados que protagonizam ataques há três anos na região.

De acordo com Amade, a expansão do terrorismo em Moçambique está aliada a várias fragilidades que o país apresenta, como a caça furtiva, proteção frágil de fronteiras, oportunismo crimonoso de alguns moçambicanos e, por fim, das estratégias e ofensivas multinacionais.

“O terrorismo tem uma relação com os recursos e os recursos com o terrorismo e é com este mal que lidamos”, enfatizou.

Amade Miquidade assinalou que o conflito armado no norte de Moçambique é alimentado e motivado por uma dimensão criminosa bastante profunda e com ligações internacionais.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
ChinaEconomia

"Moçambique em risco de cair na dependência financeira da China"

MoçambiqueSociedade

Polícia proíbe imagens dos deslocados que desembarcam em Pemba

MoçambiquePolítica

Ministro do Interior de Moçambique diz que se está perante “um crime contra a humanidade”

MoçambiqueSociedade

Abate de 270 terroristas em Cabo Delgado liderado por homem de 80 anos

Assine nossa Newsletter