Empresa mineira brasileira constrói projeto portuário na China

Empresa mineira brasileira constrói projeto portuário na China

A companhia mineira brasileira Vale SA estabeleceu uma parceria com a chinesa Zhoushan Port Company Ltd para construir e operar o Projeto West III no porto de Shulanghu, uma aliança logística estratégica para responder à procura do maior importador de minério de ferro do mundo.

A empresa mineira disse que deterá 50 por cento da joint venture, acrescentando que a expansão do projeto do porto vai exigir investimentos plurianuais de 624 milhões de dólares norte-americanos. Ambos os parceiros estimaram obter financiamento até 65 por cento do valor estimado do projeto.

O Projeto West III consiste na ampliação das instalações do Porto de Shulanghu, desenvolvendo uma área de armazenamento e novos pontos de atracação para cargas e descargas com capacidade adicional de 20 milhões de toneladas métricas por ano (MTPA).

Com este projeto, a Vale SA anunciou que vai assegurar uma capacidade portuária total de 40 MTPA em Shulanghu, decisão que vai ajudar a companhia a otimizar custos na respetiva cadeia de valor, aponta o documento que fixa a parceria.

A construção desta nova fase do porto de Shulanghu vai prolongar-se por um período de até três anos e vai arrancar assim que as partes obtenham as respetivas aprovações anti truste e de outras medidas regulatórias chinesas.

 “O projeto garante capacidade portuária estratégica para a Vale SA na China, já que o porto de Shulanghu lida com Valemaxes, cargueiros padrão para minérios e considerados dos navios mais eficientes do mundo em termos ambientais, permitindo à empresa otimizar os custos de transporte e distribuição”, adiantou a mineradora brasileira.

O mercado chinês está a ser decisivo no apoio ao setor de mineração e metais latino-americano durante este período da pandemia, já que a procura de minérios de outras regiões sofreu com os graves impactos económicos.

O desempenho do segundo semestre das empresas de mineração e metais latino-americanos deve manter-se forte devido à robusta produção de aço na China, que impulsionou os preços de produtos como minério de ferro, cobre, zinco e ouro, de acordo com a Fitch Ratings.

De acordo com a agência, as receitas latino-americanas de metais e mineração continuarão fortemente associadas ao crescimento económico da China, enquanto a recuperação da economia brasileira também terá um papel fundamental no desempenho dos respetivos produtores de aço.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter