Os eventos serão mesmo necessários?

Os eventos serão mesmo necessários?

Se estivéssemos numa situação normal, setembro daria início a uma série de grandes atividades em Macau. Estas incluem o Concurso Internacional de Fogo de Artifício de Macau, o Festival de Gastronomia de Macau, o Grande Prémio de Macau e o Festival de Luz de Macau. Porém, este ano, com o impacto da pandemia, alguns destes eventos foram cancelados e outros organizados a uma escala muito inferior. Atualmente discute-se se eventos como o Grande Prémio de Macau e Festival de Gastronomia devem prosseguir.

Algumas pessoas acreditam que embora o Grande Prémio de Macau seja um evento internacional, ele implica o corte de estradas e irá por isso afetar o dia-a-dia dos residentes. Tendo em consideração a atual situação pandémica mundial, sendo que até os Jogos Olímpicos foram adiados, adiar este evento não seria algo fora do normal. Mesmo assim, o Festival seguiu para a frente, claramente por razões monetárias.

Tanto o Grande Prémio de Macau como o Festival de Gastronomia geram uma grande procura por trabalho logístico. Para o Grande Prémio é necessário preparar bancadas, funcionários nas pistas, reboques e catering. Estão envolvidas muitas empresas.

O Festival de Gastronomia é um caso semelhante. São necessários transportes, preparação das bancas, seguranças e equipas de limpeza, envolvendo por isso muitas pequenas e médias empresas locais. Grande parte dos eventos de grande dimensão foram cancelados com a pandemia, e apenas um número pequeno de atividades com menor dimensão começou recentemente a ser retomado. Para as empresas envolvidas, o rendimento foi altamente afetado, visto dependerem de eventos como estes para sobreviver. 

Com a regularização da situação epidémica, espera-se que a cidade organize mais atividades de grande escala. No website oficial do IAM foram até publicados os resultados do fornecimento de instalações recreativas infantis e prestação de serviços de gestão para a “Feira de Natal do Ano 2020”, atividade que irá decorrer entre 19 de dezembro e 3 de janeiro, com uma empresa de marketing a apresentar a licitação vencedora de 1,88 milhões de patacas.  

Artigos relacionados
Editorial

A quem deve dizer: Não se concentre no salário

EditorialMacau

Confiança no emprego

Opinião

Confiança

Editorial

O cliente está primeiro

Assine nossa Newsletter