Envenenamento de Navalny foi provavelmente ordenado por 'altos funcionários russos'

Envenenamento de Navalny foi provavelmente ordenado por ‘altos funcionários russos’

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, afirmou esta quarta-feira (8) ser provável que o envenenamento do líder opositor russo Alexei Navalny tenha sido ordens de altos funcionários de Moscovo.

“Acredito que todas as pessoas no mundo vejam este tipo de evento pelo que é”, declarou Pompeo em entrevista para o influente conservador Ben Shapiro.

“E quando veem um esforço para envenenar um dissidente, e reconhecem que há uma alta probabilidade de que isto tenha vindo de altos funcionários russos, eu acredito que isto não é bom para o povo russo”, continuou.

Navalny, maior crítico do presidente Vladimir Putin na Rússia, ficou gravemente doente quando embarcava em um voo na Sibéria, no mês passado.

Em seguida, foi transferido por avião para um hospital na Alemanha, onde os médicos diagnosticaram que havia sido envenenado.

Pompeo reiterou que os Estados Unidos e seus aliados europeus queriam que a Rússia “detivesse os responsáveis por este ato”  e revelou que Washington tentará identificar os mandantes do ataque.

“É algo que veremos, avaliaremos e faremos nossa parte para reduzir o risco de que coisas assim voltem a acontecer”, concluiu o chefe da diplomacia americana.

As declarações de Pompeo acontecem apesar dos comentários do presidente Donald Trump na semana passada, quando afirmou não ter provas de que Navalny havia sido envenenado.

Trump vem tentando estreitar as relações com Putin, mas sua administração impôs sanções a Moscovo devido ao conflito com a Ucrânia.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoPolítica

Governador de Nova York acusado de assédio sexual por segunda mulher

MundoPolítica

Trump fará primeiro discurso público após deixar presidência

EconomiaMundo

Tratado com Canadá e México será prioridade para os EUA

EconomiaMundo

Dólar digital poderia ser benéfico para a economia dos EUA

Assine nossa Newsletter