Macau tem novas regras de entrada mas estrangeiros continuam banidos - Plataforma Media

Macau tem novas regras de entrada mas estrangeiros continuam banidos

Macau tem desde hoje novas regras para a entrada nas fronteiras em função da proveniência, continuando os estrangeiros que não tenham residência banidos do território.

Segundo informação publicada hoje no ‘site’ oficial do Governo, os chineses residentes na China continental ficam dispensados de quarentena, devendo, no entanto, apresentar um certificado negativo do teste de ácido nucleico, realizado nos sete dias anteriores.

O anúncio segue-se ao levantamento da quarentena, “a partir de 31 de agosto”, para “as pessoas vindas de Vila Nantang, Lufeng, na cidade de Shanwei, da província de Guangdong”, uma medida anunciada pelo executivo no domingo e confirmada hoje durante a conferência bissemanal sobre a situação da pandemia de covid-19 no território.

Assim, só não ficam dispensados de quarentena os residentes na China continental que tenham passado, nos 14 dias anteriores, por Urumuqi, capital do estado de Xinjiang, no extremo noroeste da China (onde se registou um novo surto em meados de julho), caso em que ficam obrigados ao confinamento durante duas semanas. O mesmo acontece para os que tenham passado por Hong Kong ou Taiwan.

Os residentes em Hong Kong e Taiwan também são obrigados a fazer quarentena após a entrada no território, mas no caso da antiga colónia britânica, devem além disso apresentar um teste à covid-19 realizado nas 24 horas anteriores, de acordo com a informação divulgada no ‘site’ do Governo.

Todos os que tenham visitado países estrangeiros nos 14 dias anteriores estão proibidos de entrar no território, segundo a mesma fonte.

Os estrangeiros também vão continuar a não poder entrar em Macau, a não ser que ali tenham residência. Neste caso, devem apresentar um teste à doença realizado nos sete dias anteriores (24 horas se tiverem visitado Hong Kong), ficando obrigados a fazer quarentena apenas se tiverem passado por Urumuqi, Hong Kong, Taiwan ou países estrangeiros nos 14 dias anteriores, pode ler-se no ‘site’ do executivo.

Atualmente, há 1.117 pessoas em quarentena nos hotéis designados para esse efeito, incluindo 605 turistas e 483 residentes no território, além de 29 trabalhadores não residentes (os chamados ‘blue cards’), informaram hoje as autoridades de Saúde.

Macau foi dos primeiros territórios a ser atingido pela pandemia, em finais de janeiro, tendo registado apenas 46 casos. Atualmente, não tem nenhum caso ativo.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 843 mil mortos e infetou mais de 25 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Assine nossa Newsletter