Portugal pode ser o novo Qatar da Europa - Plataforma Media

Portugal pode ser o novo Qatar da Europa

O Presidente Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN) acredita que “Portugal tem condições para passar de um país energeticamente pobre à luz dos combustíveis fósseis, a um país energeticamente rico à luz das renováveis”. 

Com recursos renováveis “muito mais abundantes” do que o resto da Europa, se somada a energia eólica e solar, Portugal tem condições para criar um hub da indústria e transformar-se no Qatar deste continente, defende Pedro Amaral Jorge em declarações ao Dinheiro Vivo.

“Em vez de termos petróleo, temos todos os recursos renováveis combinados, juntamente com capacidade de armazenamento e produção de hidrogénio verde”, adianta.

Para o novo líder da APREN, a captação de investimento é vital, mas obriga a resolver algumas questões pendentes, designadamente ao nível da simplificação dos processos e dos licenciamentos, para evitar a morosidade atual. 

“A política energética tem-se demonstrado estável, é preciso que a política fiscal esteja também alinhada para dar visibilidade a longo prazo aos investidores, de modo que isso se reflita em custos de capital mais baratos e em prazos de financiamento mais alargados”, aponta. 

Além disso, acrescenta, é preciso trabalhar também na disponibilização da rede de transporte e de distribuição, porque a “capilaridade da geração renovável para ser ligada à rede vai aumentar”, bem como é necessário “facilitar o enquadramento legal do autoconsumo, das comunidades de energia e do autoconsumo coletivo”.

Tudo isto sem esquecer a temática da produção de hidrogénio. “Vimos, nos leilões de 2019, os preços de geração da eletricidade renovável na casa do 20 euros [por megawatt hora] e isso posiciona Portugal para ser um produtor de hidrogénio verde claramente na frente da Europa e pode ajudar à captação investimento”, considera o presidente da APREN, lembrando que a transição verde foi eleita pelo Eurogrupo como um dos pilares fundamentais da retoma económica pós covid-19, a par da digitalização da economia.

O Qatar está a aplicar políticas de investimento em tecnologias de desenvolvimento sustentável, financiadas pela exploração de grandes reservas de gás e petróleo existentes no país. A aposta é ter um futuro alicerçado em energias limpas.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter

Vale a pena ler...
“Renováveis podem tornar Portugal no Qatar da Europa”