Diretrizes para Shenzhen na Grande Baía - Plataforma Media

Diretrizes para Shenzhen na Grande Baía

A cidade de Shenzhen vai continuar a promover ativamente o desenvolvimento de áreas como centros de inovação científica internacionais, ligação entre os mercados financeiros de Shenzhen e Hong Kong, infraestruturas de ligação e comunicação e a construir um sistema industrial moderno e competitivo a nível internacional. 

Este é um dos objetivos traçados nas recém-anunciadas “Diretrizes para Construção da Área da Grande Baía”, publicadas recentemente pelo Gabinete da Grande Baía em Shenzhen, no qual não é esquecido o apoio com medidas políticas financeiras, comerciais, de habitação, produção de recursos humanos e educação.

Estas diretrizes vêm salientar os conteúdos do “Plano de Desenvolvimento da Área da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, oferecendo informação detalhada numa perspetiva de estratégia nacional, de forças impulsionadoras e participação social sobre gestão de território, projetos e áreas de desenvolvimento essencial e medidas de apoio oferecidas por Shenzhen. 

O documento salienta também que a cidade pretende acelerar a construção de sete plataformas essenciais, como a Zona de Cooperação de Serviços Modernos Shenzhen-Hong Kong de Qianhai, a Zona de Cooperação de Inovação Cientifica e Tecnológica Shenzhen-Hong Kong, a Cidade científica de Guangming, a linha portuária Shenzhen-Hong Kong, a cidade internacional da ciência e educação do Lago Xili, a Zona de Cooperação de Consumo e Turismo Shenzhen-Hong Kong de Shaotoujiao e a Zona de Cooperação e Inovação na Indústria Biomédica da Área da Grande Baía em Shenzhen. 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
ChinaEconomia

Turismo começa a recuperar no continente

ChinaEconomia

Lançado programa-piloto “Ligação Financeira Transfronteiriça”

ChinaDossiers

Feira de Cantão estreia edição online

ChinaEconomia

Indústria adapta-se e aposta na produção de máscaras

Assine nossa Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Vale a pena ler...
“Hengqin pertence a Zhuhai e Macau”