Tailândia com o maior número de ninhos de tartaruga em 20 anos - Plataforma Media

Tailândia com o maior número de ninhos de tartaruga em 20 anos

A espécie ameaçada da tartaruga de couro (leatherbacks) construiu um número recorde de ninhos à medida que as restrições da Covid-19 foram impostas a turistas e cidadãos da Tailândia.

Em cinco meses foram descobertos 11 ninhos em praias. É o maior número de ninhos destas tartarugas marinhas raras encontrado em 20 anos em praias agora livres de turistas, devido à pandemia global.

Segundo ambientalistas, citados num artigo do World Economic Forum, a explicação pode ser encontrada nas restrições de viagem impostas pela pandemia, que libertaram as praias de pessoas e permitiram um retorno da vida selvagem.

De javalis que patrulham as ruas da cidade israelita de Haifa, a veados que se aventuram nos subúrbios de Londres, o confinamento imposto pela propagação da Covid-19 atraiu a vida selvagem para zonas mais livres de humanos em muitos locais um pouco por todo o mundo.

Os 11 ninhos de tartaruga encontrados pelas autoridades entre novembro de 2019 e abril deste ano constitui o número mais elevado descoberto em 20 anos, disse Kongkiat Kittiwatanawong, diretor do Centro Biológico Marinho de Phuket.

“Este é um muito bom sinal porque muitas áreas de desova foram destruídas por humanos”, disse, citado pela Reuters. Nenhum ninho deste tipo foi encontrado nos últimos cinco anos, acrescentou.

“Em anos anteriores não houve tantos filhotes porque as tartarugas têm uma elevada probabilidade de serem mortas ou por equipamentos de pesca ou pelos humanos que perturbam as praias”, esclareceu.

As leatherbacks são as maiores tartarugas marinhas do mundo. Na Tailândia são considerados animais ameaçados de extinção e estão registados como uma espécie globalmente vulnerável pela União Internacional para Conservação da Natureza.

Esta espécie de tartaruga põe os ovos em lugares escuros e tranquilos, áreas que escasseiam quando os turistas enchem as praias. Além disso, são muitos os casos conhecidos de pessoas que escavam os ninhos na areia para roubar ovos.

No final de março, funcionários de um parque nacional na província de Phanga Nga, no sul do país, na fronteira com o mar de Andaman, encontraram 84 filhotes depois de monitorizarem os ovos ao longo de dois meses.

Na Tailândia, com um registo de 47 mortos e 2.765 casos de pessoas infetadas com Covid-19, as restrições de viagens – desde a proibição de voos internacionais, até ao apelo aos cidadãos para ficarem em casa –, causaram uma queda abrupta no número de turistas, acabando nomeadamente por libertar praias da presença de pessoas.

Related posts
MundoSociedade

Hospitais de Banguecoque lotados devido a forte surto da doença

Cabo Verde

Pescadores querem levar turistas a mergulhar com tartarugas

MundoPolítica

Mais de mil manifestantes pró-democracia pedem reformas na Tailândia

Mundo

Nove exemplares de tartaruga ameaçada de extinção nascem no Equador

Assine nossa Newsletter