União Europeia ajuda Moçambique a recuperar dos ciclones Idai e Kenneth - Plataforma Media

União Europeia ajuda Moçambique a recuperar dos ciclones Idai e Kenneth

A União Europeia (UE) contribuiu com mais 34,3 milhões de euros para um fundo conjunto destinado a ajudar Moçambique a recuperar dos ciclones Idai e Kenneth de 2019, ao abrigo de um acordo de financiamento assinado em Maputo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), segundo um comunicado divulgado quarta-feira.

O fundo, que apoia a reconstrução de infra-estruturas comunitárias e públicas e a promoção de oportunidades económicas e meios de subsistência para a população afectada, intitula-se Mecanismo de Recuperação em Moçambique, foi criado em Agosto de 2019 e é gerido pelas Nações Unidas em parceria com o Governo de Moçambique por um período de cinco anos.

O apoio da UE “fornece uma base sólida para a recuperação sustentável das comunidades mais afectadas pelos ciclones e fará uma grande diferença na vida das pessoas”, disse o representante-adjunto do PNUD, Francisco Roquette, durante a assinatura do acordo.

O Mecanismo de Recuperação foi criado pelo PNUD com um orçamento de 72,2 milhões de dólares, contando, além da União Europeia (maior contribuinte), com parceiros de financiamento como o Canadá, China, Índia, Finlândia, Países Baixos e Noruega.

O dinheiro é usado pelos parceiros em intervenções nas províncias directamente afectadas pelos ciclones, Sofala e Cabo Delgado, e deverá estender as suas actividades às províncias de Inhambane, Manica, Nampula, Tete e Zambézia.

Até agora, o fundo já serviu para mais de 103 mil famílias beneficiarem de emprego temporário – na recuperação de bens comunitários ou plantação de árvores, entre outras acções -, para formação de pedreiros em técnicas de construção e apoio a pequenos negócios de empreendedores.

Foi ainda recuperado o sistema de drenagem da cidade da Beira e funcionários do município foram treinados e equipados para recolha e tratamento seguro de resíduos de baixo risco em conteúdo de amianto.

O ciclone Idai atingiu o cento de Moçambique em Março de 2019, causou 603 mortos e a cidade da Beira, uma das principais do país, foi severamente afectada.

O ciclone Kenneth, que se abateu sobre o norte do país em Abril, causou a morte de 45 pessoas.

Related posts
Economia

UE tenta acordar hoje respostas de emergência face à escalada de preços na energia

MundoPolítica

UE acredita num acordo nuclear rápido com o Irão

MundoPolítica

Cabe à Rússia “honrar a sua palavra” no acordo para exportações de cereais

AngolaBrasil

Angola e Brasil assinam acordo no domínio da agricultura

Assine nossa Newsletter