HELLO KITTY EM CRISE DE IDENTIDADE - Plataforma Media

HELLO KITTY EM CRISE DE IDENTIDADE

 

A ternura dos 40 atingiu de forma inesperada a Hello Kitty, personagem campeã de merchandising um pouco por todo o planeta. A confusão começou há dias, quando Christine Yano, antropóloga da Universidade do Havai, anunciou que a Kitty, afinal, pouco miava. Segundo revelou a académica, especialista no estudo da influência social da personagem, o reparo foi feito pela empresa-mãe da Hello Kitty, a Sanrio. A Dr.ª Yano apresentou a Hello Kitty Con 2014, uma convenção para fãs a realizar em Los Angeles no fim de Outubro, celebrando os 40 anos da personagem, e largou a bomba. Os efeitos sentiram-se logo. De ínfimos blogs a super-canais de TV, todos difundiram a notícia: Hello Kitty não era gata, mas uma menina! A desorientação dos fãs foi total, alastrando entre lágrimas e horror. De tal maneira que os relações-públicas da Sanrio intervieram, garantindo nunca ter sido dito que a Kitty era humana. E dois dias depois, ainda assustados com as ondas de choque entre os admiradores, foram mais incisivos. “A Hello Kitty foi criada com base no desenho de um gato. Dizer que não é uma gata é ir longe de mais.” Os fãs suspiraram de alívio. E o Mundo, aparentemente, sobreviveu a esta crise terrível.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter