Início China Empresas chinesas de carros elétricos planeiam expansão na Europa

Empresas chinesas de carros elétricos planeiam expansão na Europa

Mais de uma dúzia de marcas de automóveis chinesas estão na Espanha, incluindo MG, BYD e Lynk & Co. No ano passado, 37.000 novos carros chineses foram vendidos no país.

As empresas chinesas de carros elétricos estão planejando sua expansão no mercado europeu, disse em entrevista à Xinhua na quinta-feira, Raul Jaramillo, gerente de marca e de marketing da Kngloo Espanha.

“As marcas chinesas têm o necessário para se posicionarem como líderes globais na produção de veículos”, disse Jaramillo aos jornalistas no showroom da Kngloo em Barcelona.

Kngloo, uma marca nova nos mercados espanhol e europeu, foi lançada na Espanha no ano passado. A empresa vende carros elétricos fabricados pela China na Europa.

A marca já conta com 20 pontos de venda na Espanha e pretende expandir esse número para 100 até o fim do ano, disse o gestor de marca da empresa.

“O futuro da Kngloo e das outras marcas chinesas que estão entrando no mercado europeu precisam garantir o posicionamento das suas marcas e atender às necessidades do público europeu, em termos de segurança e tecnologia”, acrescentou Jaramillo.

Segundo o gestor da Kngloo, para entrar no mercado europeu, as marcas automóveis chinesas precisam estabelecer rapidamente uma vasta rede de distribuidores que “forneçam à marca um apoio de alta qualidade ao cliente”.

Além da sede na Espanha, onde já possuem três showrooms de destaque (Madri, Barcelona e Valência), a Kngloo já abriu sede na Itália e tem planos de abrir na França, na América Latina e na África “nos próximos meses”.

“Um benefício das empresas chinesas é que elas não pensam em anos, mas em meses. Fazem as coisas rapidamente porque têm capacidade técnica, financeira e organizacional para isso”, disse Jaramillo.

O crescimento nas vendas de carros elétricos fabricados pela China na União Europeia (UE) deverá continuar conforme mais marcas da China tomam medidas para expandirem rapidamente em todo o bloco.

Na Espanha, o número de carros novos chineses vendidos no país aumentou de 10.000 para 37.000 no ano passado, de acordo com a associação nacional de concessionários de veículos, Ancove.

Já existem mais de uma dezena de marcas automóveis chinesas presentes na Espanha, incluindo MG, BYD e Lynk & Co, tornando o país a principal porta de entrada no mercado europeu para fabricantes chineses.

Em 5 de março, a Comissão Europeia anunciou que as importações de veículos elétricos chineses para a UE cresceram 14% entre outubro de 2023 e janeiro de 2024, totalizando quase 200.000 veículos. Um estudo recente da consultora global PwC previu que, até 2025, até 800 mil automóveis fabricados na China poderão ser vendidos na Europa.

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!