Procurador que investigava invasão de canal de TV no Equador assassinado

O promotor responsável por investigar a invasão de um canal de TV do Equador que fazia uma transmissão ao vivo, nos dias iniciais da atual crise de segurança pública que vive o país sul-americano, foi assassinado nesta quarta-feira (17) na cidade portuária de Guayaquil.

por Nelson Moura

César Suárez foi morto a tiros a caminho de uma audiência judicial. Ele dirigia durante a tarde na avenida do Bombeiro, no norte da cidade, quando homens dispararam contra o carro. O veículo teria ficado com mais de 20 buracos de bala, segundo relatos do jornal El Universo.

Ele havia sido designado para investigar qual dos diversos grupos criminosos que atuam no país está por trás da invasão das instalações do canal TC no último dia 9. O governo designou 22 desses grupos de “organizações terroristas” na última semana.

O ataque ao canal de televisão foi o estopim que levou o presidente equatoriano, o recém-empossado Daniel Noboa, a decretar estado de “conflito armado interno” no país, que atualmente assiste à violência do narcotráfico elevada à máxima potência.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!