Início Atualidade Moro tenta afastar-se de Bolsonaro e diz que Lula cria condições para crises de corrupção

Moro tenta afastar-se de Bolsonaro e diz que Lula cria condições para crises de corrupção

Ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça, o senador Sergio Moro (União Brasil-PR) afirmou à Folha que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) gera condições para novos casos de corrupção.

“O governo quer relaxar a Lei das Estatais, que foi um avanço de 2016, uma reação àquele loteamento exacerbado que foi constatado na Lava Jato”, disse.

Na campanha eleitoral, Moro reatou com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) —a quem em 2020 acusou de tentar interferir na Polícia Federal. Agora, o ex-ministro tenta evitar vínculos com o bolsonarismo.

“Não tenho relação próxima. Eu aderi [a ele] ali na campanha, como uma atuação muito pontual. Eu não voltei a fazer parte do grupo político do Bolsonaro”, declarou.

O hoje senador assessorou o então candidato a presidente em debates no segundo turno.

Na entrevista, Moro também saiu em defesa do juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, que nesta terça-feira (28) foi afastado do cargo pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Leia mais em Folha de S. Paulo

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!