Lula repudia 8 de janeiro e destaca papel decisivo do STF e do TSE na defesa da sociedade contra arbítrio

por Viviana Chan
ISTOÉ

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta quarta-feira um repúdio veemente aos ataques às sedes dos Poderes no dia 8 de janeiro que visavam sustentar um “projeto autoritário de poder” e destacou o papel decisivo do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na defesa da sociedade contra o arbítrio.

Em discurso durante a sessão solene de abertura do ano do Poder Judiciário, Lula disse que, da última vez que participou de uma sessão como essa, em 2010, nem ele nem os presentes ao encontro poderiam imaginar a escalada de ataques às instituições e à democracia nos anos seguintes, que culminaram no “bárbaro atentado às sedes dos Três Poderes”.

“Naquele dia 8 de janeiro, a violência e ódio mostraram sua face mais absurda: o terror. Não foi um episódio nascido por geração espontânea, mas cultivado em sucessivas investidas contra o direito e a Constituição, com o objetivo de sustentar um projeto autoritário de poder”, disse.

“Ao fim desse período que marcou, certamente, o mais duro teste da democracia brasileira desde a Constituição de 1988, é nosso dever registrar o papel decisivo do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral na defesa da sociedade brasileira contra o arbítrio. Daqui desta sala, contra a qual se voltou o mais concentrado ódio dos agressores, partiram decisões corajosas e absolutamente necessárias para enfrentar e deter o retrocesso, o negacionismo e a violência política”, exaltou.

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!