Início Brasil “Se for preciso, daremos a nossa vida para que Dani Alves saia deste inferno”

“Se for preciso, daremos a nossa vida para que Dani Alves saia deste inferno”

Detido preventivamente desde sexta-feira, Dani Alves pediu no domingo para prestar um novo depoimento à juíza encarregue do caso, depois de já ter dado três versões diferentes sobre a sua relação com a jovem que o acusa de a ter violado numa casa de banho de uma discoteca em Barcelona, em finais de dezembro.

A partir do Brasil, a família do jogador, de 39 anos, mostrou-se insatisfeita com a advogada que o representa, Miraida Puente Wislon, dando a entender que será substituída. “Estamos impotentes perante esta situação. Creio que a advogada não está a fazer bem o seu trabalho”, afirmou Ney Alves, irmão de Dani, ao programa “Fiesta” do canal Telecinco.

Já Júnior Alves, o outro irmão do lateral direito, mostrou-se inconformado com a forma como o caso está a decorrer: “Não aguento mais, eles passaram os limites. É proibido visitá-lo. Não sei que mais possa fazer. Se for preciso, daremos a vida para que ele saia deste inferno”.

Leia mais em O Jogo

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!