“Abertura da China foi desnecessariamente abrupta” - Plataforma Media

“Abertura da China foi desnecessariamente abrupta”

O epidemiologista português encara o fim da política de zero covid na China com alguma apreensão e argumenta que a abertura faseada teria sido mais prudente. Manuel Carmo Gomes acredita que a possibilidade de surgir uma nova variante “é baixa”, mas que a incerteza é um factor incontornável e motivo de cautela

Como encara a abertura súbita da China em relação à covid-19, eliminando de uma assentada praticamente todas as restrições?

Manuel Carmo Gomes – A abertura da China a 7 de Dezembro pareceu-me desnecessariamente abrupta. A China teve grande sucesso na contenção da circulação do vírus até Outubro, apostando nos confinamentos e na testagem em massa. Em consequência, relativamente poucas pessoas foram infectadas.

Leia mais em: Hoje Macau
Related posts
ChinaSociedade

China diz que mortes e hospitalizações por covid-19 mantêm "tendência descendente”

ChinaSociedade

Vacinas chinesas contra Covid-19 mostram-se seguras e efetivas no controle epidémico

Opinião

Política da China à Covid-19 é científica, direcionada e eficaz

ChinaPolítica

Presidente chinês admite estar preocupado com vaga de casos nas áreas rurais

Assine nossa Newsletter