TeleTrade: Uma cereja envenenada em cima de um bolo ISM servido prematuramente - Plataforma Media

TeleTrade: Uma cereja envenenada em cima de um bolo ISM servido prematuramente

Wall Street mudou o seu humor para o lado negativo depois de receber um golpe inesperado de um setor de serviços que melhorou repentinamente. O U.S. Institute of Supply Management (ISM) registou o seu valor mais alto para o segmento não manufatureiro desde dezembro de 2021. Desta vez, saltou para 64,7 pontos, ante 55,7 há um mês. Isso pode parecer ótimo, mas não na atual curva estreita.

Qualquer notícia económica da América agora é interpretada como bastante má, pois os mercados a relacionam com a forma como o Federal Reserve (Fed) interpretará as notícias para agir, acredita o analista da TeleTrade. As ferramentas do FedWatch continuam a dizer aos investidores que quase 80% deles estão apostando que o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) aumentaria a taxa de juros em 50 pontos base em dezembro, com as taxas chegando a 5% em maio ou junho de 2023.

As garantias verbais do chefe do Fed, Jerome Powell, sobre a possibilidade de desaceleração do ritmo de aumento do custo do dinheiro emprestado aparentemente inspiraram o mercado no curto prazo. Isso ajudou o índice futuro do S&P 500 a subir para 4.100 pontos. No entanto, essa carga de alegria está a esgotar-se, já que o próprio Sr. Powell já havia dito anteriormente que achava necessário impedir uma avalanche de procura e atividade económica como estimuladores da inflação. Ele também se referiu ao fato de que um mercado de trabalho forte pode estimular o crescimento dos salários. Portanto, o perigo de os parafusos serem apertados por Jerome Powell e seus colegas parece bastante realista.

De acordo com o analista TeleTrade Ilya Frolov (https://www.teletrade.eu/pt), o relatório ISM sobre a atividade empresarial é mais representativo do clima económico do que os números do Produto Interno Bruto (PIB), pois o método ISM é uma compilação de respostas diretas de centenas de executivos de compras e suprimentos em 62 setores diferentes. O cálculo do serviço PMI (índice do gerente de compras) é baseado no mesmo método e mostra novos 56,5 pontos em novembro contra 54,4 pontos em outubro, em oposição aos 53,3 pontos das previsões do pool de especialistas da Bloomberg. Um aumento mensal nas encomendas das fábricas dos EUA em um ponto percentual inteiro, também publicado nesta segunda-feira, tornou-se apenas uma cereja envenenada em cima de um bolo ISM servido prematuramente. Não deve ser uma tarefa fácil para os touros do mercado se recuperarem do doce golpe das boas notícias. De qualquer forma, a compra parcial de porto-seguro do dólar em relação a uma cesta de moedas de reserva rivais imediatamente ganhou nova vida após duas ou três semanas de enfraquecimento, o que é sempre um sinal indireto de um sentimento crescente de nervosismo.

Todo esse jazz de raízes americanas também está a lançar uma sombra sobre a dinâmica do mercado europeu, que também paradoxalmente sofreu com o fato estatístico de um crescimento de 0,8% nas encomendas industriais alemãs, bem como um superávit moderado dos números do PMI dos países da UE nesta semana, na expectativa de um veredicto impiedoso do Banco Central Europeu já nesta quinta-feira. Sem intenção de humor negro, mas uma queda de 1,8% nas vendas no varejo na Europa pode servir como um prêmio de consolação para evitar medidas mais rígidas do regulador financeiro da UE, já que os seus funcionários podem se sentir responsáveis quando os consumidores continuarem a apertar os cordões à bolsa em meio à inflação descontrolada.

Isenção de responsabilidade:
As análises e opiniões fornecidas neste documento destinam-se exclusivamente a fins informativos e educacionais e não representam uma recomendação ou conselho de investimento da TeleTrade.

*Chefe de Gestão de Portfólio, TeleTrade

Assine nossa Newsletter